Dia das Mães 2019 : queda nas vendas, aponta Serasa Experian

loja-damyller-shopping-pelotas-loja-damyller
Foto ; AllImpress

Crise no Brasil 2019

No final de semana da data, o decréscimo foi maior na cidade de São Paulo: 4,1%

O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio – Dia das Mães 2019 teve sua primeira queda em três anos. Durante a semana da data, de 6 a 12 de maio, as vendas caíram 1,4% em relação ao mesmo período do ano anterior (7 a 13 de maio). No final de semana do Dia das Mães (10 a 12 de maio), houve queda de 1,8% em todo o país na comparação com o final de semana equivalente ao do ano anterior (11 a 13 de maio).

Na cidade de São Paulo, as vendas realizadas na semana do Dia das Mães caíram 2,1% ante a mesma semana do ano passado. No final de semana da data, as vendas tiveram um decréscimo de 4,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a alta da inflação reduzindo o poder de compra dos consumidores e o ainda elevado nível de desemprego, impactaram negativamente o movimento dos consumidores nas lojas durante a data comemorativa do Dia das Mães deste ano.

Editorial
Os empresários esperavam boas vendas após o fracasso dos negócios em abril, na Páscoa. Fica difícil compreender que os empresários não reconheçam o momento atual e que continuem apoiando e respaldando este modelo econômico que privilegia o mercado financeiro em detrimento da produção. Está mais que na hora, de exigirem no comando do Ministério, um empresário com origem na indústria ou comércio, que pense e tome ações diferentes das atuais. Enquanto o Ministro for um economista oriundo da área financeira, nada mudará. Continuará a recessão. É lamentável, perceber empresários, líderes de diversas Associações, Confederações e Federações amórficos em relação a gestão econômica. Aceitam passivamente o aumento de impostos, retiradas de direitos, diminuição do poder de compra dos consumidores, extermínio dos serviços públicos, aumento do desemprego e inadimplência, spread bancário absurdo, falta de investimento e entre outros. Acreditam que as Reformas da Previdência e Tributária são a solução. Parecem a “Velhinha de Taubaté”. O apoio vai leva-los ao fundo do poço. Apoiar, este modelo econômico é um ‘tiro no pé’. Em breve, poderá ser no peito! Fatal!

Metodologia
O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio tem como base uma amostra das consultas realizadas no banco de dados da Serasa Experian. Foram consideradas as consultas realizadas no período de 6 a 12 de maio de 2019 e comparadas às consultas realizadas de 7 a 13 de maio de 2018; e as do período de 10 a 12 de maio de 2018, em comparação às do período de 11 a 13 de maio de 2017.