Black Friday : dicas para empresários e consumidores garantirem bons negócios

Black Friday Sortimentos-com

A Black Friday brasileira, dia em que a maioria das lojas oferece diversas ofertas e descontos aos clientes, acontecerá em 2016, na sexta-feira (25.11.16), se estendendo, em alguns casos, até a segunda-feira (a chamada Cyber Monday). A ideia surgiu nos Estados Unidos, na década de 90, e chegou ao Brasil em 2010, consolidando-se como uma das principais datas para o comércio na atualidade.

Em 2015, por exemplo, o evento quebrou recordes, totalizando mais de R$ 1,5 bilhão em vendas em todo o país. Trata-se de um acréscimo de 57% na comparação com 2014. Os pedidos realizados superaram os 3,1 milhões, com o tíquete médio ficando em R$ 492. Dessa forma, a cada ano, a expectativa de movimentação durante a Black Friday (BF) é crescente no Brasil, especialmente nos canais digitais.

Esse sucesso está ligado ao fato de a data ter se tornado uma excelente oportunidade para que as pessoas antecipem as compras de Natal, aproveitando melhores preços, enquanto as marcas podem intensificar as vendas e fortalecer sua presença. No entanto, o economista Guilherme Almeida e o supervisor de marketing Luiz Henrique Silva, especialistas da Fecomércio MG, lembram que é preciso se planejar e seguir algumas dicas para garantir bons negócios. Confira as orientações da Federação para consumidores e empresários:

Orientações para consumidores:
::> Cuidado com as compras por impulso: diante de tanta promoção, é comum se render às compras repentinas e desorganizar todo o orçamento. Por isso, estipule as prioridades, o valor que cabe no bolso e a melhor forma de pagamento;

::> Faça pesquisa de preços: hoje o consumidor tem ferramentas para monitorar e checar se está sendo oferecido um desconto real no produto e onde estão os melhores preços. Também verifique o valor do frete;

::> Fique atento à segurança em ambiente on-line: o principal foco da BF são as vendas pela internet. O cliente precisa confirmar sempre a confiabilidade e reputação do site/vendedor antes de concluir a compra. Além dos certificados de segurança tradicionais, muitas lojas virtuais expõem o selo Black Friday Legal 2016, iniciativa da Câmara Brasileira de Comércio
Eletrônico que demonstra que aquele é um ambiente de confiança e boas práticas de vendas;

::> Pós-compra: mantenha os cuidados habituais ao receber o produto, como conferir, na presença do entregador, se está de acordo com o que foi encomendado, além de verificar prazos para devolução ou troca.

Orientações para empresários:
::> É proibido “maquiar” descontos: esse tipo de atitude só serve para manchar a reputação da marca. Muitos consumidores aguardam a data para aproveitar oportunidades reais e estão muito atentos a isso. Ofereça promoções efetivas e descontos imbatíveis;

::> Escolha um produto “de entrada”: no marketing, trata-se de definir um item de alto valor agregado ou muito desejado e oferecê-lo com um excelente desconto. É uma boa estratégia para chamar a atenção das pessoas para o site em geral;
Planejamento: o empresário não pode estipular descontos aleatórios. É preciso seguir um planejamento, com análise de custos, margens e artigos com maior e menor procura, incluindo a previsão da verba de marketing e a avaliação do Retorno sobre o Investimento (ROI);

::> Gestão dos estoques: é importante fazer uma boa negociação com fornecedores para garantir um mix de produtos atrativo para o consumidor, com preços adequados também ao empresário. Mantenha a reposição de itens que tenham alta procura, para não frustrar o cliente.

::> Atenção às vendas on-line: a BF brasileira é muito concentrada na internet, por isso o site precisa ser todo conferido (conteúdo e funcionamento dos links). É fundamental se certificar de que o servidor suportará o aumento da visitação na data da promoção, garantindo uma boa experiência do usuário e a conclusão da compra; Oferecer chat para tirar dúvidas e ter um ambiente digital que seja responsivo e se adapte aos diversos formatos de telas são diferenciais, além da isenção do frete, se possível;
Investimento na internet: apostar nos links patrocinados no Google e no impulsionamento das publicações nas redes sociais, como Facebook, pode potencializar as ações, com um bom custo-benefício. É interessante, também, investir em SEO (otimização de busca), técnica essencial durante todo o ano, mas que ganha importância em uma data concorrida como a BF;

::> Fidelização: tente oferecer um tratamento diferenciado aos clientes que já fazem parte da base (rede social, WhatsApp, e-mail marketing), como um desconto exclusivo ou antecipação da promoção. Estimular as pessoas a criarem listas de desejos é outro ponto que amplia as chances de venda;

::> Peças publicitárias: criativas, bonitas, mas também funcionais, com informações reais e precisas sobre as campanhas. Os vídeos promocionais são outras opções com grande acesso do consumidor;

::> Cuidados no pós-venda: entregar nos prazos combinados e garantir as condições ofertadas na logística reversa (devolução/troca) são atitudes indispensáveis para não colocar todo o processo a perder.

-- --