beleza-cuidados-pes-verao-2016-looks-da-moda-foto-reproducao-internet-600x350-1

O verão está chegando e os cuidados devem ser redobrados para deixar os pés saudáveis, lindos e à mostra com sandálias, tamancos, chinelos e até mesmo descalços na praia. De acordo com a podóloga especializada em cuidado com pés diabéticos, Cleide Martinez, a exposição deixa os pezinhos mais ressecados e alguns cuidados são importantes.

São eles:
-secar bem os pés após lavá-los;
-aplicar hidratante diariamente na planta e no dorso dos pés, nunca entre os dedos, e sempre à base de água e cremoso. Não deve ser oleoso e nem muito concentrado para não ficar grosso dentro do sapato ou deixar os pés escorregadios;
-não usar nada que contenha ou seja à base de álcool, inclusive talcos e sprays. Eles ressecam ainda mais a pele, dando aquela aparência “craquelada”;
– para as rachaduras nos calcanhares, não há receitas milagrosas a não ser o uso de sapatos fechados. Mas a aspereza pode melhorar com o uso de hidratante;
– lixa, só usar com muito critério. Dependendo do tipo de pele, ela pode ferir ainda mais;
– para remover pele morta, recomenda-se o uso diário de pedra pome;
– ralador de metal também é muito perigoso e não deve nunca ser utilizado. Ele fere a pele e pode causar cortes, possibilitando infecções;
– troque de sapato todos os dias e, após o uso, o ideal é que o calçado fique ventilando, para secar a transpiração e evitar ácaros, bactérias e fungos. Isso vale para os sapatos fechados e abertos, usados com ou sem meias;
– evitar o uso de talco, ele forma uma “crosta” nos pés com a transpiração e acaba criando um ambiente abafado e quente, ideal para a proliferação de fungos;
– usar protetor solar no dorso dos pés para manter a pele saudável e viçosa;
–  pós a prática de esportes e pés na água, deve-se secar muito bem e hidratar na sequência;
– aos diabéticos, não usar de maneira alguma lixa, ralador ou qualquer coisa que possa agredir a pele.
Além dos pés, as unhas também precisam estar saudáveis e devem ter cuidados especiais
– cortar as unhas sempre retas, sem tirar os cantos, para evitar inflamações;
– para limpar as unhas pode-se usar uma escova bem macia uma vez por semana. Ajuda a tirar a sujeira, inclusive a que fica debaixo da unha, sem agredir a pele;
– o esmalte, apesar de ser bonito, não deixa a unha respirar. E elas estão sempre mais saudáveis quando estão ventiladas, livres de esmaltes. Por isso, os claros são mais indicados, eles têm menos pigmentos de cor e abafam menos as unhas;
– já para quem tem qualquer problema nas unhas, ou é diabético, não é recomendado o uso de nenhum esmalte.

-- --