Beleza – Como o Botox capilar age nos cabelos?

botox-capilar

Cada vez mais comum no que diz respeito a tratamentos de beleza, o botox é o nome popularmente conhecido da toxina botulínica, uma substância produzida naturalmente por certas bactérias e que, quando purificada artificialmente, é capaz de atuar na pele humana e causar um efeito tensor. Por isso, o botox é amplamente utilizado para atenuar ou prevenir o aparecimento de rugas e linhas de expressão.

Além disso, a toxina botulínica é utilizada também em tratamentos capilares. Sua ação nos fios proporciona uma hidratação profunda, além de reparar os fios e corrigir possíveis danos, deixando-os mais pesados e lisos. Por isso, a substância é usada em processos de alisamento, oferecendo a vantagem de não ter formol em sua composição e de não causar danos às madeixas. Para o cabeleireiro, Gil Prando, o componente é uma alternativa para pessoas que querem deixar os fios lisos com mais segurança e beleza. “O botox age no interior da fibra capilar, recuperando e alisando os cabelos de dentro para fora. Isso gera resultados potentes e duradouros nos fios”, afirma.

A substância é utilizada como princípio básico de dois tratamentos distintos. O primeiro deles é a escova de botox, que tem como objetivo deixar os fios mais lisos, com menos frizz e volume controlado. O procedimento é muito indicado para pessoas com cabelos cacheados, já que é capaz de agir sobre eles ao mesmo tempo que os hidrata. A escova de botox também é indicada para pessoas que já possuem os cabelos lisos, mas que querem deixar os fios controlados e com aspecto mais vibrante.

Outra forma de utilização da toxina é na reconstrução de botox. Neste caso, a substância age no interior da estrutura dos fios, promovendo a recuperação de seus danos. Ao reconstruir a fibra capilar, o procedimento corrige todas as falhas e ajuda a selar as cutículas– com isso, o tratamento também previne o aparecimento de novos danos, deixando os fios mais saudáveis e, ao mesmo tempo, protegidos. O botox faz com que as moléculas se unam de modo a formar uma rede de ligações firme e resistente, que deixa os cabelos mais fortes e brilhantes.

Foto: Divulgação

-- --