“Bake Off Brasil” estreia 3ª temporada no dia 12 de agosto, às 21h30, no SBT

SBT Programa Bake Off Brasil
SBT Programa Bake Off Brasil – Foto Artur Igrecias / SBT

O mais doce reality show da TV brasileira, “Bake Off Brasil – Mão Na Massa”, está de volta para sua terceira temporada com apresentação de Carol Fiorentino e júri formado por Beca Milano e Fabrizio Fasano Jr.. Repleto de novidades no SBT, com direção geral de Lucas Gentil e coprodução do Discovery Home & Health, a atração estreia na emissora a partir da noite de sábado, 12 de agosto, às 21h30, com reexibição dos episódios no Discovery Home & Health nas terças-feiras, às 20h30, a partir do dia 22 de agosto.

Primeira temporada
A primeira temporada do programa, que coroou a muçulmana Samira Ghannoum como campeã em 2015, consolidou o “Bake Off Brasil” como vice-líder de audiência no horário e ainda alcançou expressiva repercussão nas redes sociais. Prova da força do formato é a consolidação da segunda temporada, que teve Camila Poli como campeã e registrou aumento de 23% nos dados de audiência, alcançando picos de 12 pontos segundo o Ibope, tornando o “Bake Off Brasil” o reality show gastronômico de confeitaria com maior audiência da TV brasileira em 2016. O diretor de Planejamento Artístico e Criação do SBT, Fernando Pelegio, comenta sobre as expectativas para a nova temporada que chega ao ar com novidades: “A terceira edição está ainda mais bonita e doce. Ticiana Villas Boas faz falta, mas a Carol vem surpreendendo positivamente nas gravações. Uma apresentadora que todos gostariam de ter como amiga, já que ela tem uma condução fraternal e motivadora. Beca, uma confeiteira muito técnica, vai fazer o pessoal de casa descobrir vários segredos da confeitaria. Fabricio está mais ácido do que nunca”, garante.

Carol Fiorentino
Carol Fiorentino, que era a jurada nas duas temporadas anteriores, ficou feliz com o convite da direção Artística e Criação do SBT para comandar uma atração pela primeira vez em sua carreira: “Estou estudando bastante para fazer um lindo trabalho”, garante. A apresentadora adianta ainda como pretende agir no novo posto: “Eu acho que serei mais conselheira dos participantes, pois sou confeiteira profissional e consecutivamente terei muita informação para dar dicas para eles durante as provas”. Carol Fiorentino nunca pode ver como os competidores preparavam os confeitos nos “Desafios Criativos”, aonde os jurados fazem uma avaliação às cegas, com a nova função no reality show, ela comemora: “Eu sempre quis saber como eles se comportavam em fazer uma receita que não conheciam. Vai ser muito interessante acompanhar esses desafios”. O diretor da atração considera que Carol está pronta para apresentar: “Ela é extremamente comunicativa, domina o assunto e já tem intimidade com a televisão. A única orientação é para que ela seja ela mesma”, diz Lucas Gentil.

Jurados
Outra mudança também aconteceu na dupla de jurados, pois o experiente Fabrizio Fasano Jr. ganha uma nova partner, a Chef Confeiteira Beca Milano, estreante como jurada em um programa de TV. “Estou feliz em fazer parte de um projeto tão especial. Acompanho o “Bake Off” desde a primeira temporada e me considero fã da atração. É uma honra fazer parte de mais um projeto do SBT e do Discovery Home & Health (Beca foi uma das especialistas da atração “Fábrica de Casamentos” coproduzida também pelos dois canais)”, conta. A jurada diz ainda que será exigente: “Sou bastante exigente e técnica. Gosto de ser surpreendida e o óbvio não me convence”. Beca Milano também comenta sobre a relação com os colegas: “Nos demos muito bem. Existe uma boa sintonia entre nós três, o que eu considero como positivo para o programa”. O diretor Lucas Gentil conta o motivo que levou Beca a ser escolhida como jurada da nova temporada: “A Beca é extremamente doce, vai ser um divertido contraponto ao Fasano, em todos os sentidos. A química entre eles é ótima e foi decisiva na escolha dela como jurada”, revela.

Fabrizio Fasano Jr. diz que as alterações no formato não mudam o seu trabalho e garante que estará ainda mais exigente: “Tudo será mais rígido, regras e avaliações, afinal, estamos na terceira temporada. No começo eu tinha receio de estar acabando com o sonho de alguém, mas a real é que já são todos vencedores, pois a triagem é pior que qualquer julgamento meu. São 16 em milhares. Já são vencedores, e como tal devem ser tratados, pois só se vence dando o seu melhor e mais nada”, finaliza.

Programa
A essência e estética do programa permanecem a mesma, porém, pela primeira vez, a atração vai exibir parte do processo de seleção no primeiro episódio, aonde 24 selecionados vão disputar as 16 vagas da atração. O diretor do programa, Lucas Gentil, comenta sobre o grande número de inscritos para o “Bake Off Brasil”, que conta com mais de 100 colaboradores envolvidos para sua produção: “Foram quase 25 mil inscritos. É uma loucura como a confeitaria invadiu o Brasil. Essa é uma moda que veio para ficar”.

As novidades continuam, pois dessa vez serão 16 candidatos ao título de melhor confeiteiro amador do País, ou seja, dois a mais do que na temporada passada. O programa ganhou também três episódios, passando para 18 nesta nova fase.

Na competição, os confeiteiros amadores enfrentarão dois tipos de desafios: técnicos (todos recebem a mesma receita e devem prepará-la) e os criativos (os competidores devem fazer receitas que sejam deliciosas e que também se destaquem pelo visual elaborado). A regra principal é preparar confeitos, doces ou salgados, que precisem ir ao forno. As gostosuras são avaliadas pela chef confeiteira Beca Milano e pelo exigente empresário Fabrizio Fasano Jr.. Segundo o diretor, Lucas Gentil, em algumas ocasiões haverá jurados convidados, que podem ser especialistas ou famosos. A cada episódio, o pior competidor é eliminado e o melhor do dia recebe o sonhado avental azul de “Mestre Confeiteiro”. “Os desafios técnicos e criativos estão ainda mais surpreendentes. Apostamos também nas histórias por trás desses confeiteiros amadores e suas diferentes relações com a confeitaria, pois queremos mostrar quem são esses artistas. Esse ano também aumentaremos o número de convidados especiais, que dão um colorido especial ao programa”, conta o diretor.

Os jurados garantem que não será fácil ser eleito o melhor confeiteiro amador do Brasil e que as exigências serão maiores. Para Beca Milano, o candidato que almeja vencer a atração “precisa primeiramente ter paixão pela confeitaria”. A Chef Confeiteira explica: “Considero a paixão o ingrediente principal para quem sonha em seguir nesta profissão. Organização, criatividade e técnica são característica importantes”. Já para o empresário Fabrizio Fasano Jr. é categórico: “É preciso muito foco e pouca firula. Confeitaria tem que ser mais importante que aparecer na televisão”, conclui.

-- --