Aqui Jaz – Jesus da Nilo morre aos 49 anos, em Porto Alegre

Jesus da Nilo facebook

O morador de rua Jorge Luis Cézar Varreira, conhecido popularmente por Jesus da Nilo, morreu no dia 28 de setembro de 2015, na Associação Hospitalar Vila Nova, em Porto Alegre / RS. Jorge, que ganhou o apelido por ficar pelas imediações das ruas Nilo Peçanha e João Wallig, gostava de contar histórias, comer chocolate e dar conselhos. Filho de Maria Joana e Francisco Laerte, viveu nas ruas por 20 anos. Foi funcionário da associação dos servidores da Caixa Econômica Federal e casado com Gislaine, que se separou dele e levou os filhos, Diogo e Renata.

Entre os depoimentos de conhecidos estão diversos elogios como “conhecia muitos moradores do bairro por nome e sobrenome e tinha muito respeito por todos. Jesus da Nilo não pedia ajuda, mas recebia muito apoio daqueles que o conheciam”. Mesmo não sendo usuário de redes sociais, tinha página no Facebook, criada por um amigo e com mais de 2 mil fãs. Em sua página há uma frase creditada à ele : “Tive família e um trabalho que amava por 10 anos. Quando tudo se concretizou, acabou de uma maneira trágica e aí fiz a opção de descer para conhecer a miséria, que me proporcionou uma força de viver. Poucos têm coragem não só de conhecer o céu, mas também o inferno. Nem sei se vou para o céu, não tenho certeza de minha missão. Alguém tem de salvar o mundo, mas, com certeza, não serei eu”.

Jesus da Nilo, em seus últimos dias de vida, foi cuidado pela irmã, Vera Lúcia Varreira Carneiro.

-- --