Acessos à internet de banda larga no Brasil chegam a 197,3 milhões

Marco Civil da Internet Senado

A concorrência entre as empresas de telefonia tem tornado cada vez maior o número de brasileiros conectados à internet banda larga (fixa e móvel), principalmente pelo preço. O Brasil terminou em janeiro deste ano com 197,3 milhões de acessos, de acordo com dados divulgados neste mês pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). Em relação a janeiro de 2014, representou um aumento de 48%. Além disso, a pesquisa informa que no período de doze meses, entre fevereiro de 2014 e janeiro deste ano, 60 milhões de novos acessos foram ativados, de quase duas (1,9) novas ativações de conexões por segundo. O que é bom sobretudo para lojas fornecedoras de peças e acessórios de informática e eletrônicos, que veem suas vendas aumentarem.

“Está sendo ótimo para a gente. As saídas de tablets e smartphones tem batido recordes. Em relação ao mesmo período do ano passado vendemos 30% mais. Nosso estoque tem tido alta rotatividade. Sem esquecer que ‘modems’ e roteadores tem boa procura também”, disse Luciano Scarabelli, gerente comercial da Scarcom.

“O crescimento da venda de produtos de informática na nossa loja gira em torno de 20% a 30%, bem maior que as outras categorias de eletrônicos eletrodomésticos. O interesse por esses produtos em algumas regiões como norte e nordeste impulsionam esses números”, disse Wesley Alves, gestor de marketing e e-commerce da Gazin.

Os aparelhos móveis foram o principal canal de acesso à banda larga móvel. Deles, tivemos 173 milhões de conexões pelas redes 3G e 4G. Um crescimento de 55% em relação a janeiro de 2014. Com a tecnologia, quanto maior a rede, menor o preço por mega. A banda larga 4G, que permite velocidade de conexão à internet até dez vezes mais rápida que a 3G, fechou janeiro com 7,8 milhões de acessos. Com a tecnologia, quanto maior a rede, menor o preço por mega.

“Hoje os consumidores encontram opções de compra dos celulares smartphones em todas as faixas de preço de acordo com a disposição de investimento disponível. Com toda essa gama de opções permitem uma maior inclusão digital principalmente para população das classes C e D “, afirma Wesley.

Já na banda larga fixa, os acessos somaram 24,3 milhões em janeiro. Desse total, 2 milhões de conexões foram ativadas no período de doze meses, com crescimento de 9%.

A infraestrutura de banda larga fixa já está presente quase todos os municípios brasileiros. Um estudo divulgado recentemente pelaAlliance for Affordable Internet, revelou que o Brasil tem a 6ª internet mais acessível entre países em desenvolvimento. Moradora de Niterói (RJ), a estudante de jornalismo Mariana Monteiro, decidiu adquirir um combo (celular, banda larga e televisão) de uma operadora por gostar de assistir filmes.

“Decidi adquirir um pacote com uma velocidade superior, pois os filmes pela internet ficam mais rápidos e não travam. O plano hoje é mais caro, mas vale a pena quando se precisa de conexão rápida.”, afirma Mariana.

A expansão também se deu na cobertura das redes de banda larga móvel, ativada em 411 novos municípios, no período de doze meses. Ao todo, as redes de terceira geração estão instaladas em 3.909 municípios, onde moram 92% dos brasileiros. O 4G já chega a 147 cidades, que concentram 42% da população brasileira. Essa cobertura supera em muito a meta prevista, de atendimento de 45 cidades com mais de 500 mil habitantes.

-- --